Manejo clínico de hemorragia intracraniana é um dos assuntos do novo ciclo do PRORN

  • novembro/2018
  • 896 visualizações
  • Nenhum comentário

A evolução neurológica de recém-nascidos pré-termo (RNPT) representa uma das maiores preocupações na UTI. Isso porque a ocorrência de hemorragia intracraniana pode gerar danos severos ao desenvolvimento do paciente – entre eles, paralisia cerebral, retardo mental e hidrocefalia.

Nos casos resultantes de alterações hemodinâmicas, gasométricas e posicionais, a hemorragia intracraniana deve ser evitada. A adoção de medidas preventivas não elimina a sua ocorrência, mas reduz a prevalência e, portanto, diminui a chance de sequelas. Atualmente, as ocorrências são registradas em até 15% das internações de RNPT com peso inferior a 1,5kg.

“As medidas preventivas envolvem cuidados direcionados à estabilidade fisiológica do paciente, realizando intervenções antenatais e após o parto, como monitorar a pressão e o aparelho respiratório e manter a criança em uma posição neutra”, explica o pediatra Renato Procianoy, professor no Departamento de Pediatria da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Nesse sentido, cabe ressaltar o clampeamento tardio do cordão umbilical, que tem sido associado à diminuição da incidência de hemorragia intracraniana e a otimização dos cuidados obstétricos.

Desafios da emergência neonatal

Além da hemorragia intracraniana, outras complicações em recém-nascidos fazem parte da rotina de atendimento nas unidades neonatais. Os casos de emergência, especialmente, exigem conhecimento e assertividade na hora do manejo clínico. Essa habilidade, aliás, só é preservada com atualização profissional constante.

Pensando nisso, o novo ciclo do Programa de Atualização em Neonatologia (PRORN) do Secad oferece 20 artigos com pesquisas e tendências no atendimento de recém-nascidos.

“Destacam-se ainda aspectos relacionados a questões infecciosas como a sífilis, que está ressurgindo mundo afora e determina que os neonatologistas estejam capacitados”, afirma Procianoy. O pediatra é um dos organizadores do PRORN.

Desenvolvido em parceria com a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e autores de referência no segmento, o novo ciclo aborda conteúdos envolvendo nutrição, metabolismo, infecções, terapia medicamentosa e manejo nas mais diversas situações.

“Essa praticidade para se capacitar é uma excelente solução para os profissionais que passam o dia nos hospitais e precisam se atualizar”, complementa Procianoy.

Confira a lista completa dos conteúdos nesse novo ciclo:

    • Hemorragia intracraniana no recém-nascido pré-termo (RNPT): é possível prevenir?
    • Hiperglicemia no pré-termo extremo: ainda um problema?
    • Manejo da persistência do canal arterial em recém-nascidos pré-termos
    • Uso de antibiótico antenatal e suas repercussões no recém-nascido
    • Uso de cafeína e seus efeitos sobre os episódios de hipoxemia em recém-nascidos pré-termo
    • Cânula de alto fluxo: sim ou não?
    • CPAP ou surfactante na sala de parto?
    • Efeitos em longo prazo da doença metabólica óssea: como prevenir
    • Ferro corpóreo ao nascimento e evolução de neurodesenvolvimento
    • Qual o melhor momento para clampear o cordão umbilical?
    • Assistência ventilatória ajustada neuralmente (NAVA)
    • Infecções virais perinatais e seus desafios
    • Quando e como sedar o recém-nascido
    • Repercussões da nutrição do recém-nascido pré-termo de muito baixo peso sobre o neurodesenvolvimento
    • Sequenciamento do exoma na detecção neonatal de doenças: indicações e limitações
    • Sífilis congênita no Brasil: situação e necessidades
    • Como avaliar a qualidade da assistência a recém-nascidos pré-termo na unidade neonatal
    • Como escolher a droga inotrópica adequada na unidade de terapia intensiva neonatal
    • Manejo atual do recém-nascido de mãe HIV positiva
    • Manejo da insuficiência renal no recém-nascido pré-termo
    • Manejo pós-operatório de cirurgia cardíaca neonatal
    • O desafio do uso seguro de medicamentos na unidade de terapia intensiva neonatal

Redação Secad
Matéria por

Redação Secad

O melhor conteúdo sobre a sua especialidade.

Tele-Vendas

(51) 3025.2597

Tele-Vendas Liga

Para você

Informações

(51) 3025.2550